quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Desafio

(Baixo)
Tu é grande mas num é dois!
Tamanho num é documento!
Tu é pau-de-virar-bosta,
é mastro sem catavento!
É só pão sem sal, mal-feito
que exagerou no fermento!

(Alto)
Exagerei no fermento,
mas você num viu nem grão!
Desde que nasceu, encolhe!
É chaveiro de anão!
Minha bola é de basquete,
a tua bola é um limão!

 Embola a bola no improviso e não me enrola!
 Você diz que é bom de bola quero ver você jogar! REFRÃO
 Embola a bola no improviso e não me enrola!
 Você diz que dá na bola, na bola você não dá!

(Baixo)
Minha bola é um limão,
mas você é que é azedo!
Uns cabelos de Medusa!
Cara feia de dar medo!
Tu é árvore já podre,
que eu derrubo com um dedo!

 (Alto)
Tu derruba com um dedo,
e eu te esmago sem receio!
Tu é só erva daninha!
Não tem casca nem recheio!
Pelo menos sou inteiro,
enquanto tu é apenas meio!

 (REFRÃO)

 (Baixo)

Posso ser apenas meio,
mas você é um desperdício!
Não pula de Boongie Jumpie
Pois dá pé no precipício!
Sou madeira em Bangalô,
você é concreto em edifício!

 (Alto)
Pois se eu sou um edifício,
o fato é que eu nem te noto!
Tu é casa de cachorro!
Nunca aparece na foto!
Quando eu tô num mar tranquilo,
você tá num maremoto!

 (REFRÃO)

 (Rodrigo Sestrem - Léo Pinheiro - Oswaldo Montenegro)

Nenhum comentário: