terça-feira, 5 de junho de 2012

Teu lugar (Música)

Quando o Tempo te arrodeia
Vaza o Rio, escorre a areia
Já não dá mais pra parar...
Pega a estrada, escolhe o rumo
Rasga a fruta e guarda o sumo
que é pra quando precisar...

Não deixa pra trás qualquer vontade
que possa fazer você voltar
Descubra o caminho pelo cheiro...
Carrega no bolso tua saudade
Desenha nos olhos teu lugar
Traz na tua trouxa teu pandeiro!

E quando passar beirando a Lua
Dedica-lhe os passos e o olhar
Pois ela é tua Mãe na noite escura...
Esquece o Futuro que insinua
Esquece o Passado que é só ar
E faz do Presente tua loucura!

(Rodrigo Sestrem)

Couro e Platinela (Música)

Ah, se essa rua fosse
só de couro e platinela
eu morava nela, meu nego,
eu morava nela, meu irmão!

Ah, se esse mundo inteiro
fosse a face de um pandeiro
Acabava nunca, meu nego!
Acabava não!

Quando ouvir a batucada
invadindo a tua janela
avançando a madrugada,
embaçando a tua tela.

Sai pra rua, vem com a gente
deixa a Lua ser teu mapa
O Destino é mais em frente
(Olha o destino ali em frente!)
É veloz, mas não escapa!

Deixa vir o tamborim
Vai chamar surdo e tan-tan
Vai sair lá do Bonfim
pra só parar em Itapuã.

Quando o Sol tiver chegando
e algum galo despertar
Vai ser tanta voz cantando
(Eita! Quanta voz cantando!)
Ele vai ter que acompanhar!

(Rodrigo Sestrem)