quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Escolha


A Escolha é punhal enferrujado
a ferrugem é sangue ressequido
ressentido das mil encruzilhadas
tão distante dos becos escondidos

Há os que amam as ruas sem saída
os que passam a vida sobre trilhos
já conhecem a volta antes da ida
e assobiam somente os estribilhos

Já conhecem de cor a paisagem
têm no armário seus sacos de migalhas
nem cogitam pisar além da margem
e só sobem pra jogar as toalhas

Nesses tantos, eu já não acredito.
Fazem por merecer a sua bolha
Prezam pelo silêncio em pleno grito
Já escolheram não ter nenhuma escolha.

Uns se lançam aos ventos passantes
submetidos à direção alheia
marionetes de mentes repugnantes
desconhecem o que o coração anseia

No tempo cruzadores de guinadas
sobressaem aos pífios desistidos
pois na Escolha das lutas travadas
desbloqueiam os muros construídos

O punhal é perene ferramenta
extensão do braço do guerreiro
e pra aniquilar qualquer tormenta
desembainhá-lo ante ao espelho

(Rodrigo Sestrem e Soluz Terrarium)

10 comentários:

Kalinka disse...

Que maravilha meu filho.
Amei....
Parabéns

Soluz disse...

.'.

Poeta,

Não sabe quão feliz sou por ser seu irmão e seu parceiro em tantas lidas (lida de ler e de lidar). Obrigado por ter trazido a possibilidade de mais esta parceria, de ajudar a máquina intracraniana deste pobre aspirante a poeta a se desenvolver.

Beijo, irmão!

Luz!

'.'

joy disse...

"Uns se lançam aos ventos passantes"
acho q preciso traçar o destino e contar apenas c a leve brisa...
amo-te!
bjoyzao

Ananda disse...

Piu, vc é um grande poeta. Sei que ainda verei vc em muita noticia por ai, em lugares onde as pessoas com o coraçao limpo possam te ver e entender sua poesia.
Vc é grande, mesmo!
"Prezam pelo silêncio em pleno grito"... que lindo!
Tenho orgulho de ser sua amiga/ irma.
Um beijo!
Nanda

Cíntia disse...

Quando leio seus versos logo me vem a imagem do Brasil como um todo cheio de partes, integradas formam algo inexplicavelmente especial.
O doce e a agua do mar me parecem um tanto como 8 ou 80, quanto a sua pergunta, se fosse 88 seria insanidade pura!!! Mas dela os artistas precisam...e apesar de eu estar sempre a procura de conforto aqui dentro mora um bicho que precisa de 88! :D
Sou sa fã tbem...eba!

MihYaCo disse...

Adorei Digo!!!
Lindo é música ou só poesia?
Eu qro ouví-la de vc viu!!!=PP
^^

Bjaum rapaz!!!

Cíntia disse...

A estes a vida não pode dar toda a emoção que arranca a razão como se estivesse em meio a golpes esculpindo um ser com a capacidade de ser mais...
E oq é ser mais?
Não sei...apenas sei que neste caso é estar apto a sentir...

Quando leio textos como este em minha mente vem a frase "que bom, vale a pena viver e encontrar pessoas assim pelo caminho"
Bjokas

Mayra disse...

Sentimentos são muito difíceis de serem explicados em palavras, mas você o faz de uma forma tão bonita e inigualável... Adorei!! É um dom, simplesmente. =)

Léo Pinheiro disse...

Meu querido amigo Sestrem, Baiano, Rodrigo...
Esse sem duvida é um dos mais interessantes poetas da nova geração, soteropolitano, brasileiro, meu amigo e parceiro, como diria o velho e bom "Mineiro"
Baiano é praticamente uma biblioteca ambulante. kkk é isso ai...
Esse que um dos quatro garotos do Bando.
Esse poema "Escolha" é muito fooooooda, sera musicado por mim.
grande abraço meu velho

Pedro disse...

Eheeeei, ó nóis visitando o brogue.